10 pontos para qualquer sistema poder ser usado na nuvem

Há uma percepção generalizada de que apenas sistemas desenvolvidos para web podem ser acessados via cloud computing ou computação em  nuvem, em um bom português, ou até que é reservado apenas a pequenas empresas. Também consideram que por ser uma conexão via internet, o sistema pode ficar lento. Na verdade estão muito enganados.

O Gartner Inc. estima que 40 % de todas as empresas vão adotar uma mistura de soluções baseadas em nuvem e in loco (servidor local) até o ano de 2014. Mais especificamente, eles estimam que 80% das empresas Fortune 1000 será o uso de alguns serviços de cloud computing no mesmo ano.

O que torna a execução de aplicativos de contabilidade, gestão financeira ou de ERP na nuvem diferente de outros tipos de instalações “in loco”? Bem, algumas coisas. As preocupações de segurança, customizações de software e anos de investimentos pesados ​​em infraestrutura de TI são algumas das grandes razões pelas quais esses aplicativos altamente especializados, tradicionalmente permaneceram na sala do servidor nas dependências das empresas.

Flexibilidade & Seleção

Mas o mercado de computação em nuvem está em expansão, com suas diferentes opções de computação em nuvem, está oferecendo mais flexibilidade e opções do que nunca na história, e em alguns casos, mudando seu sistema de contabilidade, gestão financeira ou ERP da sua organização para a nuvem pode ser a escolha certa.

Aqui, vamos examinar 10 pontos de consideração.

  • Nova Economia

Os custos de hospedagem caíram significativamente e agora oferecem uma solução mais acessível. Estes modelos (pay  for what you use) pagar pelo que você usa, pode ajudar a criar mais ambientes de custos baixos e mais previsíveis, permitindo que as empresas mudem de ativos para despesas operacionais.

  • Profissionais de TI de Investimento

A manutenção de sistemas de contabilidade, gestão financeira e ERP é uma função especializada e única dentro do departamento de TI. Portanto, deve-se considerar os custos de manutenção e os conjuntos de habilidades necessárias para gerenciar o sistema versus o custo anualizado de uma solução em nuvem. As empresas que optarem por passar a contabilidade, gestão financeira ou ERP para a nuvem já devem ter concluído que há mais economia nas nuvens com manutenção e upgrades de hardware e software.

  • Segurança

As finanças da sua empresa, registros de folha de pagamento, registros de clientes e fornecedores exigem níveis mais altos de segurança do que outros dados da empresa. A maioria dos fornecedores de computação em nuvem têm políticas em vigor para prevenir o acesso não autorizado aos dados, mas você vai querer ser mais profundo do que uma visão geral das políticas de segurança em geral. Pergunte sobre os requisitos de conformidade específicos do setor, nível de criptografia e detalhes do protocolo de autenticação, e verificar os procedimentos gerais de data center e como os técnicos estão vetados.

  • Plataforma de Investimento

Manter in loco aplicações de contabilidade, gestão financeira e ERP requer agilidade para substituição de hardwares e softwares desatualizados, para não comprometer as demandas que ocorrem em determinados períodos do mês. Deve-se comparar o custo de manter a sala do servidor e desempenho ideal versus o custo anualizado de uma solução em nuvem. As soluções hospedadas na nuvem fornecem um ambiente dedicado, que pode ser melhorado com pequenos investimentos de acordo com a demanda de seus sistemas, substituindo os seus gastos de infraestruturas in loco em software e hardware de servidor e desktops.

  • Uptime & Catástrofes

O valor adicional de continuidade de negócios e recuperação de desastres devem ser incluídos na avaliação dos custos de um modelo de ERP em nuvem. A maioria das equipes internas de TI não podem fornecer um acordo de nível de serviço ( 99,9% ), mas os provedores de nuvem podem. Se o tempo de atividade é um componente crítico de negócios para sua empresa, em seguida, ter essa garantia pode oferecer algum seguro. Além disso, algumas empresas não têm planos de recuperação de desastres adequados, ou eles valorizam esses planos separadamente de seus sistemas de contabilidade, gestão financeira e ERP. Ter um provedor de nuvem no lugar dos serviços tradicionais reduz o uso de discos externos ou fitas de backup, fazendo com que a empresa foque mais no seu negócio. Existe ainda a possibilidade de obter canais definidos para os centros de dados secundários operando como uma parte integral de seu plano de recuperação de desastres.

  • Considere o ambiente híbrido

Híbrido é sinônimo de equilíbrio, flexibilidade em automóveis – e em modelos de implantação de software, também. A maioria das empresas podem ter uma abordagem híbrida para as suas soluções, mantendo algumas aplicações in loco e integrá-los com outros sistemas na nuvem. Este modelo oferece a flexibilidade para acomodar processos de negócio específicos da sua empresa sem ter que forçar qualquer solução que requeira investimento em upgrade de hardware ou software.

  • Atendimento Corretivo x Atendimento monitorado

Se você espera algo para quebrar e chamar um técnico de TI local não é o caminho para efetivamente gerenciar sistemas. Muitas empresas são insuficientes quando se trata de apoiar suas implementações in loco. Além disso, os usuários muitas vezes possuem problemas de impressão e de aplicação, que acumulam perdas de produtividade. Os provedores de nuvem têm sistemas de monitoramento no local para manter pro ativamente sistemas em funcionamento e oferecem suporte 24/7 para assegurar uma experiência de alto nível para o usuário.

  • Nem todos os provedores de nuvem são criados iguais

As principais áreas a considerar na escolha de um provedor de nuvem é que possuam sistemas sintonizados com infraestrutura de classe empresarial com foco em tecnologias para garantir o funcionamento dos sistemas hospedados na nuvem e de preferência com acordos de nível de serviço apoiados financeiramente.

  • É uma escolha estratégica

Migrar seus sistemas de contabilidade, gestão financeira ou ERP para a nuvem tem de ter planejamento. É uma decisão estratégica com base nas preferências de fluxo de caixa, pessoal disponível, as necessidades de customização e preferências de controle e de propriedade. No local, baseado em nuvem ou uma solução híbrida: a escolha é sua.

  • Vários Provedores x Provedor Único

Muitos provedores de Cloud/SaaS apenas fornecem uma aplicação e suporte para apenas suas próprias aplicações (exemplos: NetSuite, Salesforce.com). A Sustentti oferece várias soluções na nuvem, incluindo ambiente para a hospedagem de seu sistema de contabilidade, gestão financeira ou ERP, CRM, Office, e-mail, software de service desk, ecommerce… Sua organização pode se beneficiar com a consolidação de um único prestador de serviço, o que irá beneficia-lo na consolidação de suas necessidades de controle e disponibilidade da informação de sua empresa.

Com esta linha de trabalho, vamos utilizar nossa experiência para trabalhar com você para implementar um conjunto de mudanças comprovadas e mensuráveis que vão reduzir significativamente os custos de sua TI, além do impacto ambiental.

Se você quiser  saber mais ou apenas discutir as questões levantadas aqui, por favor entre em contato conosco por telefone ou através de email, clicando aqui.

 

No Comments Yet.

Leave a comment

You must be Logged in to post a comment.