Segurança da Informação

Constatamos que as Ameaças Persistentes Avançadas (APTs – Advanced Persistent Thread) tornaram-se mais comuns e proliferam rapidamente devido a mobilidade. Com isso a Segurança da Informação deve ser levada a sério pela sua empresa, se você não quiser ser mais uma vítima e ter milhares e milhares de reais em prejuízo.

A proteção da propriedade intelectual e informação comercial em formato digital contra roubo e uso indevido é uma questão de gestão cada vez mais crítica. Tornando-se até uma preocupação de segurança nacional.

Todas as empresas são alvo de ataques cibernéticos, independente do segmento. As ameaças são mais presentes a medida que as empresas, o governo e a economia fazem uso cada vez mais constante da tecnologia da informação, distribuída no interior de sua empresa ou através da mobilidade tecnológica, ou até mesmo de funcionários descontentes que liberam informações confidenciais, entregando informações valiosas da sua empresa ao concorrente, ou as fraudes online cada vez mais constantes no nosso dia a dia. O aumento destes ataques acontece principalmente pelo fato de milhares de empresas não adotarem políticas de segurança da informação.

Muitos incidentes que ocorrem com empresas, até mesmo as mais sofisticadas não são notificados. Na verdade as empresas não se sentem confortáveis em tornar pública o fato de terem tido de “pagar resgate” para cibercriminosos pelo “sequestro de informações” ou até mesmo descrever que seu ambiente é vulnerável, perdendo credibilidade com os clientes e com o mercado.

Devido ao crescente ritmo e a complexidade das ameaças, as empresas devem adotar políticas de segurança da informação, as quais exigirão maior engajamento da diretoria das empresas para proteger as informações críticas da empresa sem restringir a inovação ao crescimento.

Nos últimos 5 anos, a maioria das grandes empresas tem dramaticamente reforçado as suas capacidades de segurança da informação. Tendo como princípio a implementação de processos formais para identificar e priorizar os riscos de segurança da informação, adotando estratégias de segurança de seus dados. As empresas perceberam que é preciso ter mais rigidez no quesito segurança da informação, criando ambientes menos “abertos” do que a cinco anos atrás, como bloqueio de portas USB, bloqueio de emails particulares, gerenciamento de emails corporativos e outras iniciativas mais robustas para lidar com ataques ao perímetro.

Na contramão de um ambiente mais seguro, os funcionários estão exigindo acesso as redes corporativas através dos mesmos dispositivos móveis que eles usam em suas vidas pessoais. Enquanto smartphones e tablets melhoram a mobilidade da empresa, eles também apresentam novos tipos de ameaças de segurança, quando hackers “quebram” as diretivas de segurança destes equipamentos, criam um ponto de entrada nas redes corporativas de fácil acesso para malware.

As empresas estão cada vez mais conectadas, para fornecer laços com os clientes e otimizar as cadeias de fornecimento, incentivando fornecedores e clientes a se juntar as suas redes. No entanto, este compromisso torna o bloqueio a ataques cibernéticos um fator muito crítico a preservação dos dados da empresa. Apesar dos ganhos obtidos através da integração destas redes, as empresas que investiram em segurança ficam vulneráveis em parte devido as políticas dos parceiros e clientes no quesito segurança da informação.

Atualmente os ataques mais desafiadores exploram as vulnerabilidades humanas, através de informações recolhidas de redes sociais, através de mensagens que seduzem altos executivos ou administradores de sistemas a clicar em links que instalam spyware no seu computador e a partir de seus equipamentos conseguem invadir dados sigilosos, tanto das empresas quanto pessoais.

Com esta linha de trabalho, vamos utilizar nossa experiência para trabalhar com você para implementar um conjunto de mudanças comprovadas e mensuráveis que vão reduzir significativamente os custos de sua TI, além do impacto ambiental.

Se você quiser  saber mais ou apenas discutir as questões levantadas aqui, por favor entre em contato conosco por telefone ou através de email, clicando aqui.

Comments are closed.